Preparo de Pele na Harmonização Facial

Você sabia que a avaliação da pele é um dos parâmetros mais importantes dentro da harmonização facial ?

É nessa hora que iremos conhecer nossos pacientes, saber sobre seus hábitos e histórico de doenças, muitas pessoas usam esse parâmetro para descobrir o que não fazer para não prejudicar o paciente. A avaliação da pele nos apontam diagnósticos mediante a queixa do paciente frente a uma pele desidratada, fina, sem elasticidade, ou seja, uma pele envelhecida.

 

A IMPORTÂNCIA DE UM DIAGNÓSTICO CORRETO

 

Antigamente a solução para elevar a auto estima era a famosa aplicação de toxina botulínica, hoje em dia esse conceito foi mudado. É necessário restabelecer a parte celular da pele para que a ação da toxina botulínica tenha um resultado satisfatório.

Para que você consiga realizar um diagnóstico correto da pele, é necessário entender o processo histológico e fisiológico, anatomia, as classificações da pele e seus fototipos, além dos tipos de envelhecimentos que existem.

 

TÉCNICAS DE PREPARO DE PELE

 

Existem diversas técnicas para reverter esse processo de envelhecimento celular, entre elas temos a:
indução percutânea de colágeno ou muito conhecido como microagulhamento, onde o objetivo principal é estimular os fibroblastos a produzir síntese de colágeno, elastina e glicosaminoglicanos, ou seja, promover um rejuvenescimento, tratar linhas de expressões, rugas, manchas e cicatrizes.
E junto a ele podemos associar ativos autólogos, como PRP ou I-PRF ou ativos e mesclas manipulados.

Intradermoterapia, que consiste na aplicação de ativos ou mesclas através de injeções na pele, produzindo uma revitalização, hidratação profunda e aumento de células de fibroblastos.

Tratamentos que irão potencializar ainda mais a auto estima e a saúde da pele do paciente.

 

Qualquer dúvida, estou à disposição.

Mariana Piazentin e Equipe Enova

 

Deixe seu Comentário